One man's gargabe... is another man's treasure!

Hoje fui sair com uma amiga mais uma casal amigo para Lisboa, é sobejamente conhecido o meu repudio á capital, e mesmo que por este ou aquele motivo os motivos pelo qual odeio tanto Lisboa se comecem a esbater, assim que passo a ponte e dou por mim num transito caótico rodeado por ruas de sentidos proibidos, carros parados por todo o lado e buracos os quais não ponho de lado a hipótese que tenha sido ali que aterrou o meteorito que levou á extinção dos dinossauros.

Depois de acertar em todos os buracos desde o local de partida até ao local de chegada, de ter infringido todas as regras de transito que se podem imaginar na luta por um lugar para estacionar o carro, lá chegamos á porta do nosso destino, o Hard Rock Café!

Foi o 1º Hard Rock Café que fui, não por nunca ter estado em outro sitio qualquer que houvesse Hard Rock Cafés, mas porque nunca me tinha dito nada de especial, mas é agora seguro dizer que sou uma pessoa convencida e ciente do porque do seu sucesso pelo mundo fora. É muito giro e recomenda-se!

Toda a decoração é com base em discos de Platina gentilmente cedidos pelos AeroSmith, Bon Jovi ou Elton John. Um colete do "artist formely known as Prince" ou uns calções da Maddona ou um fato aos quadrados do Elton John. Cartazes de concertos, Vinys e um mar de violas e guitarras assinadas por todas um sem numero de bandas que nos trazem á memória uma ou outra melodia, Tom Petty & The Heartbreakers, Extreme, Mettalica, Oasis e tantos e tantos outros que é impossível dize-los a todos, e acreditem que a musica nem parece a mesma quando a ouvimos a invadir todo o espaço em redor e ao nosso lado está uma guitarra autografada por essa mesma banda, essa guitarra que tantas vezes antes tocou a musica que agora ouvimos, é estranho, mas sem duvida muito fixe!

Mas isto, tal como tudo, ou não seria este blog um blog, faz pensar! Algures no meio da noite um amigo meu disse "- Imagina o dinheiro que não está aqui" mas rapidamente chegamos á conclusão que apesar do valor incalculável de algumas das peças que lá estão, estas foram adquiridas a custo zero! Sim porque é indiferente ao Kirk Hammet dos Metallica ter mais ou menos uma guitarra, e não foram os 2 segundos que tirou do seu tempo para assinar essa guitarra que o tornou mais pobre, e o mesmo se passa com tudo o resto, ofertas que nenhuma falta fazem a quem as deu, mas que são o suficiente para quem se senta naquelas mesas ser transportado para um sitio que não aquele e estar mais perto daqueles cujas musicas vai trauteando a caminho de casa.

E isto acontece com tantas e tantas outras coisas em que me apercebo que aquilo que não me faz falta, é exactamente aquilo que outro alguém precisa deixando mais que nunca presente que one man's gargabe... is another man's treasure!
Free counter and web stats