Vou ter saudades do meu blog.

De vez em quando em conversa, vem ao de cima um tema sobre o qual que sei que já divaguei por aqui num outro qualquer dia, e tenho em tão alta estima tudo o que aqui escrevo de tão sentido que é tudo aquilo que aqui é escrito, que por norma vou á procura da minha exortação sobre o tema.

Hoje falava com a Isa sobre o Risques Vs Zé e Zé Vs Risques ... e tentava dizer-lhe que não sou o mesmo d'outrora, independentemente dos titânicos esforços que fiz no sentido de permancer igual, mas que sei e sinto que não sou o mesmo que era antes.

Procurei o post em que falava d'isso, 16 de Janeiro para os mais curiosos e enquanto não o encontrava, fazia scroll por internáveis linhas que relatam a minha vida não só deste ultimo ano... mas desde sempre!

Diz-me tanto que chega mesmo a doer, tudo aquilo que aqui escrevi foi com a alma aberta e muitas das vezes a sangrar, vái-me custar deixar de escrever, mas vou, um dia, dia esse que já esteve mais longe... muito mais longe.
Free counter and web stats