How the end... always end.

Ultimo Post... 12 minutos depois do dia 26 de Dezembro ter acabado, com ele vái-se o espirito natalício...

... e desta vez o meu blog.

Estranho como algo que eu e só eu criei, com tudo aquilo que tinha dentro de mim, é agora também parte integrante da pessoa que sou, com o fim morre também uma parte de mim, a parte de mim que foi este ano que passei com todos vós. Sempre foi um dos pontos altos do meu dia escrever o URL do Blogger e vir aqui tér, estranho como estas cores me inspiram, como este template me fala de mim. Ás vezes tentava escrever no Word e copiar mais tarde para aqui, mas não era a mesma coisa, nunca foi, nunca nada voltará a ser.

Hoje contudo, assim que escrevi a morada do blog, fui esmagado pelo peso duma tremenda tristeza, acho que só a consigo comparar ao dia em que vi o meu 1º carro ir embora nas mãos d'outro dono que já não era eu, tenho saudades desse carro, ainda hoje tenho uma matricula pendurada no quarto para matar saudades, também vou ter saudades do meu blog, e também dele guardei algo para um dia mais tarde re-ler e ver como foi a minha vida durante o ano de 2004, imprimi o meu blog, 206 páginas que dizem quem sou, em cada uma dessas páginas tá um pouco, as vezes bastante de quem sou agora, hoje!

O porquê de acabar! Esta é a parte que me fáz mais confusão, ainda agora pensava se tudo isto fazia sentido, e para mim fáz, e é só isso que importa! Durante este ano que passou, dei o melhor e o pior de mim, os dias mais felizes e aqueles que me correram menos mal, em cada um dos posts que escrevi déi a conhecer a quêm lia a minha visão do mundo em algo que genuinamente me incomodáva, agradava ou a que eu pura e simplesmente não era indiferente, esta foi a minha visão do mundo, ou pelo menos do meu mundo! Não digo que não tenho mais nada para dizer, claro que tenho, mas não sei até que ponto o ainda que tenho para dizer é tão relevante ou digno do tempo de todos vocês que aqui passam para "me" ler, e eu odeio desapontar, "I'll rather die than fade away" e como tál, ponho um ponto final, e sei e sinto convictamente que este é e foi o melhor blog que podia ter tido, e que agora chegou ao fim, não por não ter mais nada de mim para dár, que tenho, só pelo facto de saber que o ano que se segue, não ia dizer tanto de mim como o que passou.

Á mais de um mês que ando a tentar idealizar o post ideal para por fim ao relatos da minha vida, já pensei me tentar fazer um resumo, um apanhado de tudo aquilo que aqui foi dito durante um ano mas depressa me apercebi que se o ano que passou já não o fez, decerto não o vou conseguir fazer num unico post, por mais carga sentimental que a ele esteja associada.

Decidi então que despedidas are "like a bandage... faster is better!". Todos aqueles que fizeram de mim quêm sou hoje e que duma maneira ou d'outra contribuiram para cada uma destas linhas, a cada comentário que me fez ver que não estou só ou que não tenho uma visão assim tão deturpada das coisas, estarão sempre no meu coração, e espero que um sent (esta foi a parte em que comecei a chorar) ido Muitissimo OBRIGADO, diga metade de tudo aquilo que me vái na alma!

Sou agora alguêm melhor graças a vocês, espero que sejam tambêm alguem melhor... graças a mim! Adeus.
Free counter and web stats