Pointless Nostalgic (3/3/2005)

... encontrei isto, perdido nas catacumbas do meu disco com a data 3 de Maio de 2005 e o titulo "Pointless Nostalgic", aqui fica.

Ehehe, não consigo evitar o esboçar dum sorriso sempre que volto ao meu blog, e esta vez não foi excepção, como que uma antevisão do post que ai vinha. Uma vez que "disse" ao blogger para recordar a minha password, é natural que assim que digito a morada no endereço do browser ele me leve directamente, (sem passar pela casa partida, nem receber 2.000$00) para o pagina do meu blog, tudo muito natural não fosse o facto, por vós sobejamente conhecido, de eu dar demasiada importância ao pormenor e ter uma leitura muito própria de tudo aquilo que é quotidiano, vejo este "Remember me" como algo bem mais bonito que um simples "cookie", vejo o reconhecimento de uma pagina de net que sabe tanto de mim, e me recebe sempre de braços abertos, regardless de quanto tempo tenha passado desde o nosso ultimo encontro, imagino-a contente por me ter de volta, e estupidamente fico feliz também.

Nostálgico, é provavelmente uma das palavras que me caracteriza melhor, vivo bastante agarrado ao passado, em demasia digo mesmo, olho para cada momento como algo único que acontece num dado instante e que jamais, não obstante dos anos que eu viva voltará, posso até juntar o mesmo grupo de amigos á mesma mesa do mesmo café e falarmos de exactamente as mesmas coisas, mas mesmo dum dia para o outro a pessoa que somos muda e provavelmente não vou pensar exactamente da mesma maneira que no dia anterior, e dito isto, tudo passa, e não volta mais. É complicado esperar expectante por um amanhã melhor quando amei tanto o dia de ontem, quando tudo aquilo que queria era revive-lo dia após dia num loop que durasse uma eternidade.

Este não é o único sitio onde escrevo, nada de tão grande relevo como este meu blog, mas guardo um .txt com os meus nicks de messenger, frases, citações, passagens de musicas ou filmes que hoje, ou quando foram escritos fizeram todo o sentido na minha vida. Os meus nicks de messenger dizem tanto sobre mim como cada um destes posts. Uma das minhas mais utópicas fantasias é ter todas as raparigas do mundo adicionadas na minha lista de contactos e que um ano depois e 1000 nicks meus mais tarde, a Tal, venham falar comigo e diga, "és tu, amo-te, á tanto que te procuro!". De vez em quando releio todos e vejo quais é que deixaram de fazer sentido para os apagar, mas a grande maioria são intemporais e como tal, a lista só tende a crescer, muito dificilmente a diminuir.

Um dos principais motivos pelo qual volto aqui depois de ter oficialmente terminado com o blog no dia 26 de Dezembro, é por achar de tempos a tempos que ficou qualquer coisa por dizer, por vezes a vocês, alguma coisa que aprendi ás minhas custas e provavelmente da maneira mais difícil que acho que seria óptimo se pudessem aprender cos os meus erros e ainda que não possam, que ao menos tenham, com base naquilo que vivi, uma boa ideia sobre o que esperar a seguir. Outras tantas vezes escrevo mesmo para mim, algo que gostava de ler daqui a 10 anos e provavelmente me sentir ainda mais nostálgico por tanto tempo ter passado, mas ainda assim, que me faça parar na minha vida atarefada, olhar para trás numa década e recordar o quão feliz era, o quão feliz sou! Life's just a memory, soon to be gone... enjoy it!

Então aqui fica, para mim em 2015...

Olá Zé, tens 33 anos agora, espero que sejas tão feliz agora quanto o eras no dia em que escrevi isto para ti! Espero que tenhas conseguido construir a vivenda que tanto gostavas de ter num sitio pacato, que tenhas um carro podre na garagem que vás restaurando nas tardes de domingo sempre que não tens nada para fazer. Que o Muckey, o BB, o CoLT, o Horza, o Fatty e o Vassago ainda apareçam ai por casa para ver os jogos de futebol e que ainda percam tempo a rir que nem uns perdidos das parvoíces uns dos outros tal como fazemos hoje. Espero que guies mais devagar, e que tenhas perdido a mania de andar sem cinto se segurança, ia odiar que te acontecesse alguma coisa, sabes que matavas a mãe de desgosto! Espero que estragues a avó com mimos porque já tem quase 90 anos, e ainda não consigas imaginar o que vai ser da tua vida sem ela. Espero que tenhas um trabalho que gostes, e que te esforces por ser o melhor seja o que for que fazes. Espero que durmas bem de noite, com a consciência tranquila de que és a melhor pessoa que podes ser, espero que tenhas aprendido alguma coisa em todo este tempo que passou, e que saibas agora dar menos valor ao passado e mais ao presente de modo a desfrutar o tanto que ele tem para te dar. Espero que já tenhas encontrado alguém que te faça feliz, que te complete, mereces. Que acordes todos os dias ao som da voz dela a dizer "Bom dia Amor" e que nesse segundo o mundo te pareça perfeito. Espero que tenhas tido um casamento como ela sempre sonhou, que tenhas convidado o Xastre e o Xut porque amigos são os que perdoam e, afinal de contas, já passou tanto tempo, que não te tivesses esquecido do Rina e deixado uma cadeira vazia a contar com ele. Espero que não tenhas chorado... muito pelo menos. Espero que sejas saudável, que faças exercício. Não te atrevas a morrer-me! Espero que acordes cedo todas as manhãs e inspires todo o ar da terra enquanto pensas "Isto é tudo quanto quero da vida, nada mais". Que penses em mim, no rapaz que havia em ti á 10 anos atrás e digas enquanto de olhas ao espelho... "Puto, ias ficar orgulhoso de mim!".

P.S. - Para o BB, meu irmão de outros pais, se juntássemos bem as cabeças, resolvíamos os nossos problemas com uma só bala, mas não nós puto, “we are far too young and clever”... o mundo é nosso!


Os cães ladram e a caravana passa, o mundo gira... e tudo muda.
Free counter and web stats