O homem da casa.

A não ser que sejam o único homem de uma casa, não há nada que eu possa dizer que vos vá fazer perceber na sua plenitude a pressão que é bem como a tremenda responsabilidade que vem associada ao cargo.

Temos de saber, e saber fazer tudo, e quando digo "tudo", não estou a generalizar, estou a ser bem especifico, temos de saber, e saber fazer rigorosamente tudo e todas as outras coisas que o "tudo" possa não abranger. "- Zé, o fio da Tvcabo descolou-se do rodapé" ; " - "Zé, a porta do guarda-roupa não desliza" ; "- Zé, entra vento pela porta da rua" " - Zé, a lâmpada da sala fundiu-se" ; " - Zé, vem cá tirar aquela travessa de lá de cima" ; " - Zé, a bicha do chuveiro esta estragada" ; " - Zé, o ralo da banheiro ñ deixa passar agua" ; " - Zé, o canal 1 tá com chuva!" ; " - Zé, a campainha da porta não toca" ... " Zé, o intercomunicador do prédio faz feedback nas palavras acabadas em "indo" ", a lista podia continuar para sempre, confiem em mim.

Claro que também há aqueles problemas do foro psicológico relacionados com o divorcio dos pais, e uma fase importante do crescimento passada num lar desfeito sem a presença de uma figura paterna para ter como exemplo a seguir, cuja falta nos vais marcar para a vida, yada yada yada... treta... quando comparado com o profundo conhecimento que se tem de ter de todos os electrodomésticos criados pelo Homem desde o inicio dos tempos e o seu modo de funcionamento, tudo o resto são pormenores.

Só todos aqueles, que como eu, cumprem as funções de homem da casa desde tenra idade, compreendem aquilo que vos quero transmitir, a pressão, não só de chamarmos para nós a responsabilidade de proteger todo o restante agregado familiar a qualquer hora da noite ou dia, acordando sobressaltados para investigar qualquer barulho suspeito oriundo do mais recôndito e longínquo canto da casa, como somos nós ... a ultima linha de defesa contra toda e qualquer lata de pickles que possa entrar cá em casa!
Free counter and web stats