O que te leva a escrever?

O que me leva a escrever? Sei lá... porque me faz bem, porque me sinto melhor, porque é o unico tipo de esquizofrenia socialmente aceite, porque com ela me posso refugiar no meu blog e no mundinho que eu inventei que é só meu e onde tudo é como eu quero, como eu acho que as coisas deviam ser, porque se não deitar alguma coisa daquilo que vai cá dentro para fora rebento e enlouqueço, mais que de todas as vezes que saio para a rua para o mundo dos outros que não é o meu. Porque quando estou para morrer, em baixo, escrevo coisas bonitas e com isso acho que algo de bom resulta do meu sofrimento, e sofro menos por isso! Porque consigo ler o que escrevo com um distanciamento que não compreendo e me faz pensar que quem escreveu tudo isto sabe exactamente aquilo que eu estou a passar, e assim sinto-me menos sozinho no mundo, sem nunca me lembrar que fui eu que escrevi. Porque quero, e vou, mudar o mundo, e se tenho de começar por algum lado que seja pelas cinco ou dez ou pela única pessoa que lê o meu blog. Porque eu penso em tanta coisa que tenho de as apontar em algum lado para não se cairem no esquecimento, perdidas nas catacumbas de mim em recordações empoeiradas escondidas debaixo de memórias mais recentes, nem por isso mais importantes. Porque quero ter um sitio onde voltar daqui a 10 anos e possa ler quem eu era, ver o quanto, ou não, mudei em todo esse tempo, quanto já tenho daquilo que sonhava para mim então, e quanto ainda me falta. Ver tudo o que consegui fazer da minha vida, olhar para a mulher dos meus sonhos sentada na sala da nossa casa, e ler tudo o que eu escrevi sobre ela, anos antes dela aparecer, nas minhas profecias sobre o tudo que ela ia ser, e ela é. Para que os nossos filhos possam crescer e vir ler quem o pai era quando tinha a idade deles, tudo aquilo que eu sonhava para mim e tudo aquilo que sonhava para eles e fazer deles pessoas melhores por isso. Escrevo para achar que consegui! Que ganhei! Que fiz tudo aquilo a que me propus. Que sou quem sonhei que ia ser. Para passar paginas e paginas ao longo dos meses e dos anos em que me traduzi em palavras, e achar que tive uma história para contar, a da minha vida, e que tudo valeu a pena. O que me leva a escrever? Sei lá... Chegar ao fim e saber que vivi.

Desculpa se não respondi á tua pergunta
Free counter and web stats