Don't Die Wondering

Há uns tempos ouvi uma história de um homem de 42 anos que assaltou um banco. Foi apanhado, preso, e condenado a 18 anos de cadeia. Já com 60 anos, 18 anos depois, um mês antes de sair em liberdade, foi-lhe agravada a pena em 12 anos por ter saltado o muro usando num trampolim de elasticos cosidos a uma caixa de madeira que tinha construido na horas de carpintaria. Quando lhe perguntaram porquê tentar fugir um mês antes de completar a pena ele respondeu:

- "Desde que lá entrei que penso em fugir. Fui juntando elásticos, coleccionando-os. Tirava os que encontrava na biblioteca, de volta de papeis soltos, de vez em quando este ou aquele recluso arranjavam-me mais um, as visitas conseguiam contrabandear uma mão cheia deles de cada vez, subornei um parceiro de cela que usava aparelho para me dar todos os que ele tinha. Todos os dias juntei elásticos e sonhei com um trampolim, imaginei-me a saltar por cima daquele muro. Construir a caixa na oficina foi fácil, mas juntar todos aqueles elásticos ... levei 18 anos até ter elásticos suficientes, ias-os cosendo uns aos outros e um dia tinha uma manta de elásticos para juntar àquela caixa de madeira para o meu trampolim. Acabei um mês antes de sair em liberdade. "Porque?", foi o mesmo que eu me perguntei! Faltava um mês para estar livre "que diferença faz?!", "Esquece isso!" dizia para mim, e esqueci, e ao esquecer, uma parte de mim morreu! 18 anos a planear algo, sem nunca saber se ia conseguir, se ia funcionar. Quando saí nessa noite disse para mim "vou só ver, não tenho mesmo de saltar o muro, só ver!" e cada vez saltava mais alto, como se estivesse a voar, parecia que tinha asas! Não podia ficar sem saber, eu tinha de tentar! Pular para o outro lado! Eu sabia que era estupido, mas durante 18 anos sonhei com aquele momento e quando dei por mim, estava do outro lado do muro. Cai redondo do lado de lá da vedação e lá fiquei estendido, pensei que tinha partido todos os ossos do meu corpo, mas nunca me senti tão livre quanto naquele instante, e se tiver de morrer na prisão por isso, que seja, mas eu tinha de tentar, eu tinha de saber."

*
Free counter and web stats